Browsing Category

Suspense

Livros, Suspense, Young Adult

Resenha: Garota Desaparecida, Sophie McKenzie

A história criada por McKenzie mostra como pequenos acontecimentos podem mudar nossas vidas. Quem nunca teve que se descrever para algum motivo? Seja na escola, num perfil na internet ou em qualquer outro lugar. É raro não ficarmos em dúvida do que colocar, mas Lauren tem motivos extras para isso.

Lauren mora na Inglaterra e sempre soube que é adotada. Mas, quando uma breve pesquisa sobre o seu passado revela a possibilidade de ela ter sido roubada de uma família americana ainda bebê, a vida de Lauren de repente parece uma fraude. O que ela pode fazer para tentar encontrar os pais biológicos? E seus pais adotivos terão sido os responsáveis por sequestrá-la? Lauren convence sua família a fazer uma viagem para o outro lado do Atlântico e, lá chegando, foge para tentar descobrir a verdade. Mas as circunstâncias de seu desaparecimento são sombrias, e os sequestradores de Lauren ainda estão à solta — e dispostos a qualquer coisa para mantê-la calada.
Fonte: Skoob

O que eu mais gostei nessa história é como os fatos começam. Lauren está escrevendo uma redação para a escola sobre quem é, e, por acaso, resolve pesquisar seu nome em uma site de crianças desaparecidas. Sua mãe adotiva, apesar de ser clara sobre a adoção, não quer contar mais detalhes para a protagonista, o que desencadeia toda a história de descobrir por ela mesma seu passado.

Continue Reading

Livros, Suspense

Resenha: Uni-Duni-Tê, M. J. Arlidge

unidunite_1471551388606216sk1471551388bUm assassino está à solta. Sua mente doentia criou um jogo macabro no qual duas pessoas são submetidas a uma situação extrema: viver ou morrer. Só um deverá sobreviver. Um jovem casal acorda sem saber onde está. Amy e Sam foram dopados, capturados, presos e privados de água e comida. E não há como escapar. De repente, um celular toca com uma mensagem que diz que no chão há uma arma, carregada com uma única bala. Juntos, eles precisam decidir quem morre e quem sobrevive. Em poucos dias, outros pares de vítimas são sequestrados e confrontados com esta terrível escolha. À frente da investigação está a detetive Helen Grace, que, na tentativa de descobrir a identidade desse misterioso e cruel serial killer, é obrigada a encarar seus próprios demônios. Em uma trama violenta que traz à tona o pior da natureza humana, Grace percebe que a chave para resolver este enigma está nos sobreviventes. E ela precisa correr contra o tempo, antes que mais inocentes morram.

Esse é um livro terrível – não de ruim, mas terrível porque vai te fazer ficar lendo e lendo e lendo, roendo as unhas de ansiedade, até terminar (eu mesma terminei em apenas 4 dias e acho que demorei). É o primeiro livro de Arlidge, e Uni-Duni-Tê tem a garantia e confiança que muitos escritores antigos não têm.

Continue Reading

Livros, Suspense

Resenha: O Gerente Noturno, John le Carré

O_GERENTE_NOTURNO_14596250149755SK1459625014BEu confesso – só pedi o livro na parceira porque sabia da série da BBC baseada no livro, com o amorzinho Tom Hiddleston como principal. Decidi manter a tradição de ler antes de assistir qualquer adaptação – esse foi um dos motivos. O segundo é que a temática é espionagem e não vejo muitas obras literárias sobre isso por aí, então decidi unir o útil ao agradável e mergulhar no mundo de le Carré.

Jonathan Pine, gerente de um hotel em Zurique, aceita o alistamento como agente secreto para desmascarar o assassino da mulher que ele mesmo traiu. Sua missão o leva a vários lugares do mundo até Washington, onde se encontra o coração da aliança entre a comunidade dos serviços de informação e o comércio secreto de armas. [Skoob]

Para resumir, foi um dos melhores livros que já li.

O que gostei:

  • A história contém tudo que você poderia querer: violência, aventura, vários locais (desde importantes cidades da Europa, passando por hotéis luxuosos no Egito, ilhas exclusivas no Caribe até partes remotas da América do Sul).
  • Jonathan Pine, o principal, é um personagem incrível! Dá para perceber o trabalho que deu com estudo para escrevê-lo, para que, ao ler, pudéssemos entender seus medos, necessidades, o que ele quer, o que o motiva a continuar um espião.
  • É um livro inteligente. Não é só ler, requer que você pense, raciocine e não somente leia as palavras mecanicamente.
  • Fiquei com vontade de ler outras obras de le Carré, que depois descobri que foram escritas por ele, principalmente O Espião Que Sabia Demais, cujo filme já vi.

O que não gostei:

  • É difícil passar das primeiras 100 páginas – diálogos complexos e contexto histórico nada atrativo para mim.
  • Às vezes é informação demais para processar, por exemplo, só nas primeiras 20 páginas somos apresentados a mais ou menos 35 (!!) personagens.
Livros, Suspense, Young Adult

Resenha: A Árvore da Mentira, Frances Hardinge

“Escolha uma mentira em que as pessoas queiram acreditar”. Uma das frases do livro e a que melhor resume a ideia contada por Frances Hardinge. Tive uma relação de amor e ódio com essa história. Me apaixonei pela sinopse, demorei para me envolver com a história e com o modo de escrita de Frances e terminei querendo não parar de ler.

A_RVORE_DA_MENTIRA

A MENTIRA TEM SEUS FRUTOS. E QUASE NUNCA SÃO DOCES.

Na inóspita ilha inglesa de Vane, em pleno século XIX, os Sunderlys desembarcam, atraindo atenções e suspeitas.

Quando o reverendo Erasmus, patriarca da família e proeminente estudioso de ciências naturais, é encontrado morto em circunstâncias obscuras, sua filha, a jovem e impetuosa Faith, está determinada a desvendar o mistério. Para isso, precisará de coragem não apenas para confrontar dolorosos segredos mas também para desafiar as implacáveis tradições da sociedade em que vive.

Investigando os pertences do pai em busca de pistas, ela descobre uma planta estranha. Uma árvore que se alimenta de mentiras sussurradas e dá frutos que revelam verdades ocultas.

Quando a espiral das sedutoras mentiras de Faith fica fora de controle, ela compreende que as verdades estilhaçam muito mais.
Combinação de horror, romance policial e realismo fantástico, esta arrepiante história da premiada escritora britânica Frances
Hardinge, autora de “Canção do Cuco”, promete arrebatá-lo do começo ao fim.

Fonte: Skoob

A Árvore da Mentira é um livro que surpreendeu e me desanimou um pouquinho ao mesmo tempo. A ideia da autora, de criar uma árvore que seja alimentada por mentiras sussurradas e dê frutos reveladores me deixou super animada para ler. Mas o livro se passa no século XIX e, no começo do livro, demorei para entrar na história e acostumar com a personalidade das personagens. Passado isso, no entanto, queria mais e mais.

Continue Reading