Browsing Category

Clássicos

Clássicos, Livros

Resenha: O Papel de Parede Amarelo, Charlotte Perkins Gilman

O Papel de Parede Amarelo foi um livro surpresa que o Grupo Editorial Record nos mandou em março. É considerado um clássico da literatura feminista e é a primeira vez que o livro chega ao Brasil, um lançamento da Editora José Olympio.

O_PAPEL_DE_PAREDE_AMARELO_1455981120565000SK1455981120B

Uma mulher fragilizada emocionalmente é internada, pelo próprio marido, em uma espécie de retiro terapêutico em um quarto revestido por um obscuro e assustador papel de parede amarelo. Por anos, desde a sua publicação, o livro foi considerado um assustador conto de terror, com diversas adaptações para o cinema, a última em 2012. No entanto, devido a trajetória da autora e a novas releitura, é hoje considerado um relato pungente sobre o processo de enlouquecimento de uma mulher devido à maneira infantilizada e machista com que era tratada pela família e pela sociedade.

Fonte: Grupo Editorial Record

O Papel de Parede Amarelo é daqueles livros que você lê tão rápido que, se não estiver atento, vai olhar e perguntar: “mas já acabou?”. Foi o que aconteceu comigo. Esse livro contém um prefácio, o conto em si e várias páginas sobre a autora. O sobre a autora, inclusive, é super válido pois ajuda a compreender a história, contextualiza a escrita e dá ainda mais sentido para o conto.

Continue Reading

Clássicos, Infantil, Livros

Cinco razões para ler O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry

O-pequeno-príncipeO Pequeno Príncipe não é o tipo de livro que eu me sinta segura resenhando. Além de ser super curto – se eu contar o que acontece conto quase o livro inteiro – é daqueles clássicos que são analisados por profissionais. Deixo aqui então minha opinião contando porque você deve ler O Pequeno Príncipe, se ainda não leu, ou deve deixar para lá.

Um piloto cai com seu avião no deserto e ali encontra uma criança loura e frágil. Ela diz ter vindo de um pequeno planeta distante. E ali, na convivência com o piloto perdido, os dois repensam os seus valores e encontram o sentido da vida.

Fonte: Skoob

 

Motivos para ler:

  1. É um clássico e todo mundo fala sobre o tempo todo. Ler vai te dar base para ter uma opinião sobre o livro e entender todo o amor que as pessoas tem pela história – além de poder usar as frases sem medo 😉
  2. É muito curto. Dá pra ler em algumas horas, então não tem desculpa de preguiça ou algo do tipo.
  3. É tocante. A história do pequeno Príncipe, seus princípios, conceitos, amizades e seu modo de enxergar o mundo vão te colocar para refletir.
  4. As ilustrações são todas lindas e é uma delícia relembrar como “livros com figuras”, como diria Alice, são gostosos.
  5. A escrita de Antoine Saint-Exupéry nesse livro é bem singular e nos faz quase ouvir a história sendo contada. As palavras são bem trabalhadas e isso resulta em um texto ótimo.

Motivo para não ler:

  1. Se você realmente não tiver vontade. Se for esse o caso, possivelmente vai achar o livro chato e aumentar a birra com clássicos.

Quem já leu a obra gostou? Conta pra gente nos comentários!